Pular para o conteúdo principal

Kado, Yaha-kui e a Bíblia!


Kado- The Right Answer pega influências do Apocalipse e do comportamento de Jesus



Kado- The Right Answer é uma animação realizada pela Toei e conta a história da chegada de um visitante para estabelecer relações e comunicações com o nosso mundo, começando pelo Japão. Disponível via Crunchyroll, a série não traz a clássica animação 2-D, mas uma boa animação 3-D, ao estilo Cyborg 009- Call Of Justice, para contar uma história que me chamou atenção pelas referências adotadas. O roteirista Mado Nozaki tem usado muito de referências bíblicas do livro do Apocalipse. Aqui vou deixar algumas referências ao Apocalipse que ficaram evidentes nestes primeiros capítulos e que podem nos deixar uma pista de como a série se desenrolará.

Yaha-kui
A começar pelas características do personagem principal, Yaha-kui, que apresenta traços descritos no livro aqui mencionado, bem como na sua ação e comportamento.  Sobre a descrição física, em Apocalipse, capítulo 1 e versículo 14, Cristo é assim descrito: “E a sua cabeça e cabelos eram brancos como lã branca, como a neve, e os seus olhos como chama de fogo”. A imagem abaixo mostra que Yaha-kui apresenta-se de igual maneira. Quem acompanha a série sabe que a primeira aparição de Yaha-kui, ele tinha a pele reluzente como o latão, bem como prossegue a descrição bíblica sobre o Cristo. Mais à frente, no Apocalipse, O Cristo é descrito como um ser possuidor de uma voz como a voz de muitas águas. Yaha-kui , ao tentar se comunicar pela primeira vez, emite um som que poderia ser descrito dessa forma.


Resultado de imagem para kado right answer

Já sobre o comportamento, nós temos uma cena na qual Yaha-kui multiplica o pão, dentro de um avião, como no milagre da multiplicação dos pães e dos peixes no Novo Testamento.  Já no terceiro capítulo, Yaha-kui explica porque escolheu o Japão para o início dos tratados de desenvolvimento e usa uma palavra (inventada para esta ficção) para descrever  uma ação; uma palavra que substitui o termo para misericórdia. Estou me referindo ao momento em que Yaha-kui usa uma parábola para explicar um motivo. E, ao fazer uso de uma parábola, Yaha-kui aproxima-se mais da forma como Cristo se manifestava.  Assim sendo, podemos perceber que o personagem Yaha-kui tem influências diversas do Cristianismo, mais precisamente do livro do Apocalipse, não somente para sua aparência física, mas, também, para seu comportamento.


Kado

O que realmente me despertou para as referências bíblicas foi a chegada do cubo, pois eu sempre tive interesse em ver como Nova Jerusalém será,  e sempre li demais estes trechos bíblicos, transformando as unidades de medidas, para imaginar melhor como seria a cidade. Em Apocalipse 21, versículos 2 e 11: “E eu, João, vi a santa cidade, a nova Jerusalém, que de Deus descia do céu, adereçada como uma esposa ataviada para o seu marido. (...) E tinha a glória de Deus; e a sua luz era semelhante a uma pedra preciosíssima, como a pedra de jaspe, como o cristal resplandecente”. Kado, então, sendo este cubo abaixo, desce do céu com brilho semelhante, parecendo uma grande joia, como mostra a imagem abaixo. E Kado possui enfeites e adereços em sua face externa que podem ter sido colocados lá para fazer jus a referência bíblica sobre a noiva.



No parágrafo acima, eu mencionei que gostava de calcular as unidades de medida, trazendo para nosso tempo os números medidos neste livro. Desta forma, eu calculei que a cidade seria um cubo perfeito com cerca de 2 quilômetros de altura, profundidade e largura. Em Apocalipse 21, versículos 16 e 17, temos as medidas iniciais: “E a cidade estava situada em quadrado; e o seu comprimento era tanto como a sua largura. E mediu a cidade com a cana até doze mil estádios; e o seu comprimento, largura e altura eram iguais. (...) E mediu o seu muro, de cento e quarenta e quatro côvados, conforme à medida de homem, que é a de um anjo”. Adivinhem quais sãos as proporções do cubo do Yaha-kui? Veja na imagem abaixo.

Resultado de imagem para +kado the  answer



Outra Realidade/ Outro Universo Adjacente

Existe um momento da Bíblia no qual caçoam de Jesus. Ele responde: O meu reino não é deste mundo. Se o meu reino fosse deste mundo, os meus ministros se empenhariam por mim, para que não fosse eu entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é daqui” (João 18:36)

No terceiro capítulo, um personagem responde que o mundo de Yaha-kui é uma realidade dimensional superior à nossa, fora do nosso universo/reino. Como Yaha-kui é um ser de uma dimensão superior, assim como Cristo não pertence a este mundo/universo, Yaha-kui consegue manipular a nossa realidade com a ajuda de Kado, tal como Cristo fazia com a força da Fé. E outra qualidade de Yaha-kui aparece nesse momento, pois ele contraria seu interlocutor por ter usado a expressão "superior", pois daria uma interpretação errada sobre o assunto, mostrando, desta forma, humildade.

Conclusão

Apesar de ser uma ficção científica, Kado- The Right Answer tem tantos símbolos bíblicos, que podemos afirmar que a estrutura da narrativa, bem como traços da história, poderão beber ainda mais no livro do Apocalipse, afinal, se Yaha-kui se parece tanto com o Cristo, teria ele a mesma função? Se a série está contando o início do Apocalipse, será que teremos a queda do meteoro Absinto? O surgimento de um antagonista, como um anticristo? Fiquei ansioso para ver mais desta série e descobrir estes mistérios. Notem, também, na abertura abaixo, o uso da escrita antiga e de desenhos antigos que dão uma referência de que Yaha-kui já pode ter visitado o nosso mundo antes, fazendo, talvez, uma posterior ligação com os símbolos aqui usados e já descritos.




Outra conclusão que eu cheguei, é que este livro bíblico serve perfeitamente para engrandecer a estrutura e o roteiro de ficções. Momento Jabá abaixo!




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Diego Rox e o Jardim das Borboletas

Diego Rox e o Jardim das Borboletas
Como sabem, sou inscrito do canal do Nando Moura, ou seja, sou um dos “bots” do canal. Sobre este assunto, está até engraçado. Vou escrever sobre isto antes de entrar no assunto. Os adversários que temem a verdade nos ofendem com termos que não condizem com nosso real comportamento. Ficou engraçado, porque, se juntarmos todas as ofensas em uma frase, eu acabo virando um “robô, com recurso de bot, nazista e fascista, que não gosta de odores fortes”, por isso, está engraçado ver esta situação. Fui reduzido a um robô Windows 10, que não gosta de pum.
Ao assunto. Através do vídeo do Nando, sobre o uso de bots, eu acabei conhecendo o canal do Diego Rox. Veja um vídeo abaixo. Ele parece ter uma agenda parecida com a do Nando Moura, isto é, ele é cristão, pois acredita em Deus e em Cristo, prega ação contra a corrupção, homenageia os verdadeiros heróis anônimos, é caridoso e defende a liberdade. Uma agenda que também me aproxima dele, por isso, hoje, esto…

Cavaleira ou Amazona? Veja a resposta!

Amazona ou Cavaleira?
    Em meu tempo de colégio, nas décadas de 80 e 90, nos foi ensinado que o feminino de cavaleiro seria amazona. Em uma prova, um colega marcou o feminino de cavaleiro sendo cavaleira e foi repreendido. Desta forma, fixei amazona como o feminino correto para o termo em questão, ou seja, mulher que anda a cavalo. Ao assistir Walkure Romanze, eu me deparei com a palavra cavaleira e me questionei. Inclusive, alertei-os para a forma que eu julgava correta, mas sem retorno positivo. Deste modo, fui pesquisar para ver se a expressão estaria correta.


    Nestas pesquisas, encontrei um professor que prontamente me respondeu a esta questão. O caso estava solucionado com uma bela lição que, agora, repasso a vocês. Com a palavra o professor Ari Riboldi.
    No meu tempo de estudante, no ensino primário e no ginásio, também se aprendia assim: cavaleiro (masc.), amazona (fem); cavalheiro (masc.), dama (fem.). No entanto, os dicionários registram o termo 'cavaleira' …

Será o Veredito?!

Canal Será o Veredito?!
Foi a primeira recomendação do Youtube que gostei de ter recebido. Sobre o canal: “O Direito tá na mídia! O Direito tá na moda! Um juiz de direito se torna celebridade nacional. Tribunais transmitem suas sessões ao vivo pela televisão. Os meios de comunicação não se cansam de veicular notícias jurídicas. Mas, o mundo jurídico possui formalidades que dificultam a compreensão dos seus temas pelo cidadão que não tem formação no direito. Muito se fala; pouco se explica. Por isso surgiu o "Será o Veredito!?". Um canal que traz informações sobre o direito com uma linguagem simples, clara e objetiva.”



O primeiro vídeo que vi desse canal foi uma resposta ao Bugalho. Uma resposta baseada em livros, mostrando a fonte de seu conhecimento e minando, com ótimos argumentos, a posição de seu opositor. Todos os vídeos que assisti foram assim, com a fonte de leitura em mãos. Ele já se disse de centro-direita, o que o faz ser um aliado natural da liberdade e da proprie…