sexta-feira, 17 de março de 2017

Outros Papos Drops: Final de Dr. Estranho e Cachorro do Rosário


Drops #9 Final de Dr. Estranho, Cachorro do Rosário, Chain Chronicle



Cachorro do Rosário

Imagem ilustrativa retirada do site




O cachorro-quente do Rosário é, para mim, o mais delicioso cachorro-quente da cidade. O que dizer de um cachorro-quente que transborda sabor? Eu sempre acrescento queijo e espero um pouco antes de comer, pois todo o sabor se mescla: o queijo, o pão e o molho, tornando-o suculento. O ideal, para o meu gosto, é o cachorro com duas salsichas, mas, se quiser, pode colocar 3. Para um lanche rápido, eu aconselho este fast food.



Chain Chronicle fez feio mesmo!

Recentemente, ficamos sabendo que o novo filme da franquia Digimon estreou em 13 cinemas e já conseguiu arrecadar mais de 300 mil dólares em bilheteria. E vendo as 172 maiores bilheterias do ano de 2016, no Japão, via Box Office Mojo, vemos como foi fracassada a iniciativa de levar Chain Chronicle aos cinemas, pois o primeiro filme nem conseguiu 70 mil dólares (resultado do último colocado na lista do site em 2016). Os outros também não aparecem. Foi um fracasso enorme. O que, talvez, possa salvar a franquia é o retorno do streaming, mas, considerando a quantidade de notas baixas, acho que nem isso vai conseguir. A Sega tinha tudo para fazer um "Senhor dos Anéis", mas acabou produzindo um "Quarteto Fantástico", aquele do Roger Corman.



Final do filme do Dr. Estranho Reescrito



Não sei se devo colocar aqui um aviso de spoiler, pois é um pedaço do final criado por mim. Todavia, se não viu o filme, e tem sensibilidade à spoiler, não leia abaixo, pois vou descrever como eu queria que o filme tivesse acabado, ou, ao menos, aquele trecho da batalha final.



Estranho ergue-se aos céus, entrando na dimensão negra, cujo rei o espera. O mago ativa a magia de seu Olho de Agamotto, e parte em direção ao demônio supremo, em meio aos caos e destruição do que um dia foi um universo repleto de vida.



--- Dormammu, eu vim barganhar! --- Grita o valente mago



Dormammu o olha com desprezo e nada diz. Estranho não tem tempo de dialogar e é empalado vivo ativando, com sua morte, a magia do olho de Agamotto. Strange, então ressurreto, retorna aos olhos de Dormammu. O demônio parece confuso à princípio, mas logo sorri impavidamente.



--- Faz uso da magia do Olho de Agamotto, mortal! Um simples feitiço destes não me ludibria. Anulo teu feitiço destruindo o olho e me alimentando de sua alma.



Dormammu ataca, com grande energia maligna, diretamente o olho, que se desfaz em pó, pois Strange ainda não tem experiência com todos os dons dele. Strange torna-se vulnerável a Dormammmu e este sabe. Dormammu brinca com o mago, tirando-lhe um braço. O mago nem grita, para espanto do demônio.


--- Morra! --- Ordena o demônio.



Antes de seu corpo ser destroçado por meteoros, uma luz divina invade a região, estraçalhando os meteoros como se fossem areia. Uma luz azul cobre o corpo de Strange, devolvendo-lhe o braço e tomando-lhe o corpo.



--- Dormmamu, eu te proíbo de tocares em um dos meus!



--- Agamotto! --- Grita Dormammu.



--- Tomei emprestado o corpo deste mago! Frustrarei teus planos de destruição mais uma vez!



Enquanto Dormammu grita de ódio e tenta destruir Agamotto, que está possuindo o corpo de Strange, o mago supremo invoca a trindade Vishanti. O poder que emana de ambos é digno do combate de deuses. O próprio universo dimensional estremece, e suas realidades tremem. Dormammu começa a perder terreno com a formação de Vishanti e rouba a alma de seus asseclas na Terra, na tentativa de ganhar mais força. Nada disso é frutífero. Dormammu enfraquece cada vez mais, até que se retira para não perder o controle de sua dimensão negra.  Com isso, a fenda dimensional fecha-se. Dr. Estranho é enviado para a Terra. Agamotto e Vishanti desaparecem, deixando para o mago o Olho de Agamotto reconstruído.



--- O que aconteceu? --- Pergunta, já na Terra, Estranho.



--- Eu te conto, mas você vai precisar de um chá e uma cadeira. --- Informa Wong.