sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Do alto vem Luz




Do alto vem Luz;
Eliminando trevas;

Para resgatar!

Assista ao AMV (Anime Video Music) pois ele complementa este hacai.







quarta-feira, 17 de agosto de 2016

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

XX Exame de Ordem e Anulações

Anulações, Polêmicas e o Conselho Federal da OAB



Para os bacharéis em Direito, que ficaram com 38 e 39 pontos, começou (12/08/2016) o prazo recursal para garantir vaga na segunda fase desta prova. Como todos que acompanham este blog sabem, as questões recursais são sempre polêmicas, pois o Conselho nem sempre anula certas questões por mais equivocadas que sejam. Vocês podem ver um pouco sobre isso neste meu texto (cliquem): “Exame de Ordem e o Verdadeiro Risco Social”.

Então, eu fui olhar os recursos interpostos por duas casas que respeito, Damásio Educacional e CERS, para ver o que está em jogo. Os links para as matérias aqui comentadas estão ao final do meu texto. Acabei notando que as duas recorrem da mesma questão e acredito que, ao menos, esta questão deveria e poderia ser anulada. Pode vir a ser a grande esperança.  Qual o motivo? A Questão 34 de Direito Administrativo cai praticamente igual em um concurso da magistratura do TRT da 15ª Região, porém, mostrando como certa outra alternativa diferente da que a FGV escolheu para a OAB. Maurício explica o caso: “A descoberta dele está em uma questão da prova para magistratura do TRT da 15ª Região, em que o caso é extremamente assemelhado ao da prova da OAB. Tão assemelhado que a alternativa apontada como correta pelo gabarito da prova para a magistratura converge, EXATAMENTE, com a alternativa considerada correta pelo professor Matheus na prova da OAB. (...) Agora comparem as alternativas consideradas corretas. A Letra C da prova da OAB e a letra B da prova da magistratura. Elas NÃO convergem. Na realidade, e isso é nítido, as alternativas que convergem na lógica jurídica, e na mesma tese, são as alternativas B da prova da magistratura, que está correta, e a alternativa D da prova da OAB.”

Em outras palavras, se esta questão não for anulada, tanto candidatos à magistratura, como bacharéis em Direito, poderão recorrer à justiça em ambos os certames pedindo sua devida correção. Não acredito que o Conselho da OAB venha a manter uma questão tão polêmica no gabarito. Essa é a grande esperança para os que ficaram com 39 pontos, embora, todos nós saibamos que anulações em provas da OAB sejam difíceis. Para os que ficaram com 38 pontos, a Damásio apontou também (bem como CERS) outras questões que carecem de correções. 

E me veio à mente uma coisa: os bacharéis em Direito enfrentaram uma prova no XX Exame de Ordem que carregou consigo uma questão da magistratura do TRT. Concursos da magistratura, no geral, são  concursos difíceis em Direito e são tão complicados, que nem mesmo alguns representantes do STF conseguiram êxito neles. Se você passou em uma prova assim, você está de parabéns. Todos os bacharéis são dignos e eu estou junto com cada um de vocês, tentando apoiar no que conseguir! Força! Vamos continuar acompanhando.


Matemática e o Exame

Como viram pelo Damásio, a prova conteve 3 questões polemicas que deveriam ser anuladas. Então, na verdade, para o XX Exame de Ordem, o bacharel tinha que acertar 40 questões de 77 questões, e ter a sorte de ter acertado as outras três. Sem contar com a sorte, então, o bacharel tinha que acertar 51,9% da prova. Acreditem, ou não, isso faz diferença ao final.