Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho 13, 2014

Prece e Paz!

A mensagem que todas as religiões passam é de que o verbo, ou seja, a palavra possui o poder da criação. Em termos filosóficos isso está correto, pois tudo inicia na mente que cria. No Direito, temos a força da lei que, muitas vezes, passa de oral para escrita, mas que, sem sombra de dúvida, são intenções de obrigações, deveres e direitos que são repassados pela palavra (verbo). Vamos mentalizar sempre o bem. Essa é a intenção do cartoon abaixo, feito com o Toondoo!





Mané Garrincha será privatizado! Um poeminha em homenagem a isso!

Coisa pública, Não é do governo, não! Sim, é do povo!


Um haikai simples, até ingênuo. Veja esta matéria- Mané Garrincha deve ser privatizado! Mais um legado da Copa, um elefante branco! O valor da construção do novo Mané Garrincha foi de R$1,4 bilhão. Até o presente momento, o estádio deu  lucro de R$1,7 milhão, porque teve custo de 1,5 milhão de reais e rendeu 3,2 milhões (receita – despesa =  lucro)! Considerando-se esta quantia, o estádio não conseguirá se pagar nem em 30 anos! E ainda tem o Secretário Extraordinário da Copa no Distrito Federal, Cláudio Monteiro, que desabafa e afirma: "A Copa serviu para valorizar ainda mais o Mané, é uma pena que ainda haja quem pense que se trata de um elefante branco”.

Acho que o secretário desconhece o conceito de um “elefante branco”. Segundo a wikipédia, “elefante branco é uma expressão idiomática para uma posse valiosa da qual seu proprietário não pode se livrar e cujo custo (em especial o de manutenção) é desproporcional à sua utilid…

O Rei

Faz tempo que não coloco um poema gótico no blog. Vou matar a saudade com este pequeno poema que fiz após ver o ataque de um leão em um canal por assinatura. É meio pesado, então, leia com cuidado. Coloquei um vídeo complementar, mas de forma a retirar um pouco o peso das palavras do poema. Vocês irão entender, assim que o vídeo começar. 




Olhos vermelhos de ódio, fúria escarlate; Vislumbram pela penumbra; A vítima sequer sabe de seu abate; Que a morte espreita em uma tundra.

A vida é frágil como vidro; Esvai-se como álcool anidro; Quando em fogo; Desaparece rápido, logo.

O predador ataca sem pestanejar; De sua vítima, o fôlego está a retirar; Na selva esta é a lei; Vence o sortudo, atento, forte e capaz: o Rei!



Decepção da temporada passada

Já elegi os melhores da temporada passada, como podem ler aqui, agora chegou a vez de escrever sobre os animês que me decepcionaram. É algo simples: acompanhei a série e ela me desagradou.  Eu esperava algo mais, mas este “algo” não apareceu! Como sempre, este é um blog opinativo, por isso, tudo aqui é analisado de acordo com o meu gosto pessoal, através de análise sistemática de enredo, direção, arte e entretenimento.  Se gostou de Black Bullet nem se incomode em ler o resto do texto, pois é todo ele construído em cima da série. Fique avisado!


Black Bullet A decepção




Eu achava que esta série seria a minha favorita da temporada, pois teve um começo interessante e, já no capítulo 2, eu o considerei um animê de denúncia social (leia em “Black Bullet e o Direito Negado”).  Achei que poderia ser um animê de denúncia de crimes contra a criança, através de um enredo de ficção. Porque achei isso? Pela proximidade com Capitães da Areia (Jorge Amado),  da chacina da Candelária, com personagen…

Primeiro Vídeo: Vida É Semente

Este triolé participou de um concurso da Litteris Editora e vai inaugurar a segunda-feira. Como já escrevi antes, não serão poemas todos os dias, pois seria uma repetição de quarta-feira. Farei algo novo. Infelizmente, queria fazer um programa mais completo para vídeo, mas não consegui o projeto ideal ainda e nem o financiamento adequado. Então, vou esquecer isso e realizar pequenos vídeos com mensagens curtas. Espero que possam gostar e curtir.