Pular para o conteúdo principal

Fairy Tail e o valor de um minuto



Recentemente, comecei a acompanhar esta série. Eu não a conhecia e nem lia o mangá aqui publicado pela JBC. Lentamente, comecei a gostar da estrutura do enredo e a curtir o lado cômico. Para mim, possui as melhores piadas que já vi em séries do gênero. Entretanto, não é sobre isso que gostaria de escrever. Quando um capítulo se sobressai, imediatamente presto homenagens ao valor do enredo. Foi assim com Idolm@ster (CHIHAYA E O ROUXINOL), com Fate Zero (Fate Zero: Ethos, Mores e Lei!), com The World Is Still Beautiful (O ciúme em "Soredemo Sekai wa Utsukushii" – Capítulo 7) e tantas outras séries. Desta vez, rendo homenagens ao enredo de Fairy Tail 22 (assista no Crucnhyroll). Se ainda não viu, pare aqui, pois tem spoilers!



O Valor do Minuto



Sinopse do capítulo: “Several of the Fairy Tail wizards are dead, dying, or surrounded on all sides. To save everyone and repent her multitude of sins, Ultear casts a spell that will hopefully turn time back to before the Eclipse portal was opened, even though the cost is her own life”.


A definição de um bom suspense começa com um obstáculo que o herói precisa vencer, mas, apesar de todos os seus esforços, não o vence. Esgotado, o herói não vê recursos para vencer o embate. Ele falha, ou está prestes a falhar. Não existe uma solução visível para o herói e esse sentimento de impotência é passado para o espectador, que acompanha o momento. Até então, acreditava que o autor possuía dois caminhos: 1º- Sacrificar o herói derrotado, matando-o; 2º- Um milagre! O clima deste capítulo não poderia ser mais adequado a isso. Todos os heróis caídos, muitos mortos, e uma batalha perdida.


O 1º caminho parece negado, pois não existe nenhum herói em condições de combate. Grey, Lucy, e todos os magos da Fairy Tail estão mortos ou prestes a morrer. Só resta ao autor o segundo caminho, certo? Errado! Existe um terceiro caminho, uma redenção. Segundo o dicionário informal, “A expressão redenção, origina-se do ato de soltura de um escravo, que ocorria no primeiro século, mediante o pagamento de um preço. A palavra foi emprestada pelos cristãos da igreja primitiva para designar a libertação da escravidão do pecado por meio da obra redentora de Jesus Cristo”.


Redenção, nesse sentido, é o pagamento de um tributo para gerar a liberdade de um escravo. Ultear é uma escrava de um passado de crimes, pois foi uma das vilãs da série (wiki). Wiki: “Ultear é uma maga e a filha de Ur. Ela já foi um membro da Grimoire Heart, da qual era a líder do time mais poderoso, os Sete Parentes do Purgatório. Após deixar a Guilda das Trevas, tornou-se uma Maga Independente ao juntar-se à Crime Sorcière, onde permaneceu até os eventos que se deram no final dos Grandes Jogos de Magia de X791”.


Já buscando redimir-se de seus erros passados, Ultear decide usar sua magia de regresso temporal. Este feitiço faz o tempo regredir, com o preço de extinguir o tempo de vida do mago que a invocar. Neste instante de dor e arrependimento, Ultear evoca essa magia com a intenção de que seu sacrifício máximo possa evitar toda essa tragédia. Aqui, os três caminhos se fundem em um só: a redenção da vilã, que se sacrifica, esperando por um milagre.


Cena do sacrifício no mangá



E esse milagre ocorreu? Ao olhar para o relógio, Ultear se desespera. Ela consegue regressar o tempo em apenas um minuto. Ela tomba achando que seu sacrifício em nada contribuiu para a vitória. Ela cai em prantos, achando que seu sacrifício foi inútil. Mal sabe ela o valor que um minuto possui. Se em um minuto soma-se o sonho com a realidade, então, não há como mensurar o valor de um minuto. 


Gabriel, o Pensador já cantava a força de um minuto: “mas tem hora que um minuto pode ser tempo demais, um minuto de tormento pode ser muito mais lento do que um minuto de paz” e já o livro Cada Minuto na Terra comenta que “no minuto em que você começar a ler este texto milhares de coisas estarão acontecendo: a Terra será atingida por 6 mil relâmpagos, quase 1.000 quilos de pipoca serão consumidos, 21 mil pizzas serão assadas, 954 celulares com câmeras serão vendidos ao redor do mundo, a Estação Espacial Internacional viajará quase 500 quilômetros ao redor da Terra e 12,5 bilhões de litros de água do rio Amazonas chegarão ao oceano! (...) E você? O que consegue fazer em 1 minuto”?


Respondendo ao autor do livro, em um minuto Ultear salvou todos os integrantes da Fairy Tail. Em um minuto, a ordem cronológica da história se restabeleceu e a chance de vitória surgiu. Em um minuto, uma redenção ocorreu, uma heroína apareceu e um milagre nasceu. Brilhante decisão do autor.


Desta forma, temos aqui diversas lições de enredo que o autor Hiro Mashima nos deu: um terceiro caminho para a trajetória do suspense, no qual o vilão redime-se, sacrifica-se e ocorre o milagre, além do valor precioso de um único minuto. Esse capítulo, portanto, merece todo o meu respeito! 






Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Diego Rox e o Jardim das Borboletas

Diego Rox e o Jardim das Borboletas
Como sabem, sou inscrito do canal do Nando Moura, ou seja, sou um dos “bots” do canal. Sobre este assunto, está até engraçado. Vou escrever sobre isto antes de entrar no assunto. Os adversários que temem a verdade nos ofendem com termos que não condizem com nosso real comportamento. Ficou engraçado, porque, se juntarmos todas as ofensas em uma frase, eu acabo virando um “robô, com recurso de bot, nazista e fascista, que não gosta de odores fortes”, por isso, está engraçado ver esta situação. Fui reduzido a um robô Windows 10, que não gosta de pum.
Ao assunto. Através do vídeo do Nando, sobre o uso de bots, eu acabei conhecendo o canal do Diego Rox. Veja um vídeo abaixo. Ele parece ter uma agenda parecida com a do Nando Moura, isto é, ele é cristão, pois acredita em Deus e em Cristo, prega ação contra a corrupção, homenageia os verdadeiros heróis anônimos, é caridoso e defende a liberdade. Uma agenda que também me aproxima dele, por isso, hoje, esto…

Cavaleira ou Amazona? Veja a resposta!

Amazona ou Cavaleira?
    Em meu tempo de colégio, nas décadas de 80 e 90, nos foi ensinado que o feminino de cavaleiro seria amazona. Em uma prova, um colega marcou o feminino de cavaleiro sendo cavaleira e foi repreendido. Desta forma, fixei amazona como o feminino correto para o termo em questão, ou seja, mulher que anda a cavalo. Ao assistir Walkure Romanze, eu me deparei com a palavra cavaleira e me questionei. Inclusive, alertei-os para a forma que eu julgava correta, mas sem retorno positivo. Deste modo, fui pesquisar para ver se a expressão estaria correta.


    Nestas pesquisas, encontrei um professor que prontamente me respondeu a esta questão. O caso estava solucionado com uma bela lição que, agora, repasso a vocês. Com a palavra o professor Ari Riboldi.
    No meu tempo de estudante, no ensino primário e no ginásio, também se aprendia assim: cavaleiro (masc.), amazona (fem); cavalheiro (masc.), dama (fem.). No entanto, os dicionários registram o termo 'cavaleira' …

Será o Veredito?!

Canal Será o Veredito?!
Foi a primeira recomendação do Youtube que gostei de ter recebido. Sobre o canal: “O Direito tá na mídia! O Direito tá na moda! Um juiz de direito se torna celebridade nacional. Tribunais transmitem suas sessões ao vivo pela televisão. Os meios de comunicação não se cansam de veicular notícias jurídicas. Mas, o mundo jurídico possui formalidades que dificultam a compreensão dos seus temas pelo cidadão que não tem formação no direito. Muito se fala; pouco se explica. Por isso surgiu o "Será o Veredito!?". Um canal que traz informações sobre o direito com uma linguagem simples, clara e objetiva.”



O primeiro vídeo que vi desse canal foi uma resposta ao Bugalho. Uma resposta baseada em livros, mostrando a fonte de seu conhecimento e minando, com ótimos argumentos, a posição de seu opositor. Todos os vídeos que assisti foram assim, com a fonte de leitura em mãos. Ele já se disse de centro-direita, o que o faz ser um aliado natural da liberdade e da proprie…