Pular para o conteúdo principal

Campanhas no Kickstarter



Como sabem, se me acompanham no twitter (@patrickrdemo), eu participei de duas campanhas no Kickstarter. Financiei, junto com outros fãs devotos e amigos, dois projetos: Time Of Eve e The Little Witch Academia 2. Também sabem o que achei disso, após algum tempo. Se não sabem, vou deixar breves comentários sobre ambos, após este texto. Basta continuarem lendo, após a informação da nova campanha que descobri.




Esta nova campanha é para o financiamento de um livro que retratará 60 anos dos quadrinhos japoneses. Será um trabalho de uma equipe francesa de jornalistas e tem como principal dilema resolver esta questão: quais fatos históricos, sociais e culturais afetaram a evolução da mídia mangá? Então, a abordagem deste livro é a comunicação e fatos relevantes que influenciaram os autores, com abordagem cronológica.


O livro terá mais de 150 páginas, em inglês, com miolo colorido. A diagramação facilitará a leitura, pois poder-se-á lê-lo de diversas formas: páginas duplas a páginas duplas, ou apenas por páginas simples. Na página esquerda ficarão reunidos todos os aspectos cronológicos, sociais e históricos. Já na parte direita, todos os estilos e temas da época exemplificados por trabalhos de artistas (autores daquela época). O layout ficaria assim:




Caso queira participar, queria deixar a vocês a minha experiência com outras duas campanhas. Quanto mais informação, melhor!


Time of Eve



Time Of Eve foi um projeto para financiar o lançamento em disco (Blu-ray) da animação, com diversas legendas, áudio e outras regalias. O projeto atrasou muito, embora esteja quase finalizando (quero acreditar nisso). Os atrasos no projeto foram de responsabilidade dos diversos pedidos que os fãs fizeram e que o estúdio acatou. Está demorando tanto que, quando o disco chegar, vou fazer questão de gravar um “unbox/unboxing” para compartilhar minha alegria em receber o disco e poder apreciar o que ajudei a construir.



Little Witch Academia 2



Little Witch Academia 2 foi diferente. O produto está sendo elaborado do zero. Isso mesmo, a campanha ajudou a financiar a animação desde o seu começo. O estúdio afirmou que começaria o projeto assim que terminasse Kill la Kill. Eles cumpriram a promessa e já recebemos a confirmação do início da produção. Demorará um ano para que esta nova animação seja concluída e chegue em nossas casas. Receberemos discos, brindes e agradecimentos.  Além disso, estou feliz em ter podido gerar uma animação. Sempre foi meu sonho poder produzir uma animação e, com esta campanha, eu realizei este sonho. Para mim está ótimo!


Conclusão:


Com esta minha experiência, eu ainda não sei se participarei desta nova campanha. No fundo, meu lado escritor já se manifesta, afinal, é um livro que conta a história de 60 anos dos quadrinhos japoneses. Um livro... mangá.... livro... mangá...livro! Caras, a tentação é grande!  E vocês, o que farão?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Diego Rox e o Jardim das Borboletas

Diego Rox e o Jardim das Borboletas
Como sabem, sou inscrito do canal do Nando Moura, ou seja, sou um dos “bots” do canal. Sobre este assunto, está até engraçado. Vou escrever sobre isto antes de entrar no assunto. Os adversários que temem a verdade nos ofendem com termos que não condizem com nosso real comportamento. Ficou engraçado, porque, se juntarmos todas as ofensas em uma frase, eu acabo virando um “robô, com recurso de bot, nazista e fascista, que não gosta de odores fortes”, por isso, está engraçado ver esta situação. Fui reduzido a um robô Windows 10, que não gosta de pum.
Ao assunto. Através do vídeo do Nando, sobre o uso de bots, eu acabei conhecendo o canal do Diego Rox. Veja um vídeo abaixo. Ele parece ter uma agenda parecida com a do Nando Moura, isto é, ele é cristão, pois acredita em Deus e em Cristo, prega ação contra a corrupção, homenageia os verdadeiros heróis anônimos, é caridoso e defende a liberdade. Uma agenda que também me aproxima dele, por isso, hoje, esto…

Cavaleira ou Amazona? Veja a resposta!

Amazona ou Cavaleira?
    Em meu tempo de colégio, nas décadas de 80 e 90, nos foi ensinado que o feminino de cavaleiro seria amazona. Em uma prova, um colega marcou o feminino de cavaleiro sendo cavaleira e foi repreendido. Desta forma, fixei amazona como o feminino correto para o termo em questão, ou seja, mulher que anda a cavalo. Ao assistir Walkure Romanze, eu me deparei com a palavra cavaleira e me questionei. Inclusive, alertei-os para a forma que eu julgava correta, mas sem retorno positivo. Deste modo, fui pesquisar para ver se a expressão estaria correta.


    Nestas pesquisas, encontrei um professor que prontamente me respondeu a esta questão. O caso estava solucionado com uma bela lição que, agora, repasso a vocês. Com a palavra o professor Ari Riboldi.
    No meu tempo de estudante, no ensino primário e no ginásio, também se aprendia assim: cavaleiro (masc.), amazona (fem); cavalheiro (masc.), dama (fem.). No entanto, os dicionários registram o termo 'cavaleira' …

Será o Veredito?!

Canal Será o Veredito?!
Foi a primeira recomendação do Youtube que gostei de ter recebido. Sobre o canal: “O Direito tá na mídia! O Direito tá na moda! Um juiz de direito se torna celebridade nacional. Tribunais transmitem suas sessões ao vivo pela televisão. Os meios de comunicação não se cansam de veicular notícias jurídicas. Mas, o mundo jurídico possui formalidades que dificultam a compreensão dos seus temas pelo cidadão que não tem formação no direito. Muito se fala; pouco se explica. Por isso surgiu o "Será o Veredito!?". Um canal que traz informações sobre o direito com uma linguagem simples, clara e objetiva.”



O primeiro vídeo que vi desse canal foi uma resposta ao Bugalho. Uma resposta baseada em livros, mostrando a fonte de seu conhecimento e minando, com ótimos argumentos, a posição de seu opositor. Todos os vídeos que assisti foram assim, com a fonte de leitura em mãos. Ele já se disse de centro-direita, o que o faz ser um aliado natural da liberdade e da proprie…