Pular para o conteúdo principal

Último capítulo: Vendas e Visibilidade

Vendas e visibilidade


 


Estas dicas não garantem vendas, mas são passos importantes. tudo depende de seu esforço e criatividade.





[caption id="attachment_411" align="aligncenter" width="450" caption="União é a palavra chave para o sucesso!"][/caption]

 


    Para fechar o ciclo de artigos sobre o que aprendi como escritor, passo agora ao tema “Vendas e Visibilidade”. Após escrever um livro e conseguir publicá-lo, ainda falta um passo: vender. Você almeja o sucesso, então, a principal dica que dou é ser criativo para se tornar visível! Em primeiro lugar, o produto tem que estar acessível, e da forma mais barata possível, uma vez que já teve bastante gastos com o registro da obra e a parte gráfica e editorial.


 


    Espero ser o mais rápido possível neste tema, afinal, hoje é sexta-feira 13 e estou louco para ver um filme na televisão! J Então, o primeiro passo é estar visível. Seu produto- livro- tem que estar ao alcance dos consumidores. Não somente o produto, mas você, como o grande responsável pela obra, também. Então, eu segui estes passos:


 1)    Crie uma rede social integrada para você expor suas obras. É rápido, barato e seguro. Criar uma página para fazer propaganda do livro e anexá-la a redes sociais. Exemplo, este meu blog, que tem por finalidade divulgar meus textos, está ligado a quatro redes sociais (Twitter, Facebook, LinkedIn e Google +), então, o que escrevo aqui já possui visibilidade para inúmeros amigos e leitores que poderão divulgar, se quiserem, estes textos em suas redes sociais. É uma forma interessante de se divulgar material e ficar mais próximo de seus leitores. Além disso, você poderá fazer novas amizades. Uso a plataforma do Wordpress, pois ela me dá vários recursos como lista de temas mais lidos, estatísticas de visitas do site, tags mais procuradas e outras ferramentas úteis.  



2)    Coloque seu trabalho para ser analisado/criticado por especialistas. Antigamente, este trabalho ficava por conta dos grandes meios de comunicação, como os jornais, mas isso mudou com a internet. Os blogs, hoje, funcionam tão bem quanto uma matéria de um jornal. Também está mais difícil falar com críticos de jornais, pois as redações recebem, diariamente, toneladas de material para divulgação. Se conseguir que um site divulgue, e se interesse por seu trabalho, já conseguiu uma grande vitória. Aqui faço um alerta, os críticos são livres para discordar de seu trabalho. Não ache que todos vão gostar de sua obra. Se alguém escrever algo ruim, agradeça, pois é a história do “feedback” que escrevi no primeiro texto. Se o especialista gostar de seu trabalho, comemore e agradeça ainda mais. De qualquer forma, respeite a opinião dos outros.  



3)    Converse com seu editor e veja quantos exemplares você consegue pegar com ele para distribuição gratuita. Formar leitores é difícil e um dos passos mais importantes a se dar. Pegue seus livros e tente dar palestras na sua igreja, na escola, no seu clube ou associação e dê exemplares de graça. Formar a base de leitores é essencial.  Como sou tímido, esse passo eu não consegui dar.



4)    Anuncie em sites gratuitos de classificados como o OLX. O anúncio aparecerá e mostrará o seu produto de graça.  



5)    Faça uma noite de autógrafos e convide os amigos. Aqueles amigos sinceros aparecerão para te dar uma força e você poderá começar a divulgar seu trabalho. Tive sorte aqui e possuo muitos amigos sinceros e verdadeiros.  



6)    Participe de eventos culturais e literários de sua cidade e de cidades próximas. Uma boa feira literária acrescenta muito em conhecimento e prazer e é uma forma de estar visível e de tentar vender.  



7)    Tente ser entrevistado. Aparecer em jornais, sites e revistas agrega muito às vendas de seu trabalho e a formação de seu público, assim como te dá experiência e forma novos conhecimentos.      


 


Sobrou algum dinheiro? Ainda pode financiar a venda de seu livro? Então, nesse caso, aprendi que se pode fazer o seguinte:



 1)    Peça ao editor uma quantidade de marca-textos suficiente e distribua. Geralmente, eu peço 500 unidades e distribua nos restaurantes que frequento e em outros lugares públicos. Um marca-texto bonitinho é sempre uma boa propaganda.



  2)    Use um programa de propaganda na rede. O Google e o Yahoo possuem ferramentas de propaganda. Você se cadastra neles, cria sua propaganda, insere suas tags (palavras-chave que guiarão os motores de busca diretamente para sua página) e paga. Você pode escolher quanto quer gastar por dia (limite diário máximo) e faz o pagamento. Dentro destes sistemas você possui relatórios que te guiarão para as melhores providências a serem tomadas para maximizar as chances de seu anúncio gerar vendas 



3)    Contrate um profissional da assessoria para realizar a divulgação de seu trabalho. Aqui cabe a você negociar o preço e ver se realmente compensa este custo. Tem muitos escritórios que fazem o serviço de assessoria literária. Escolha o profissional certo, pois eles podem ser caros e não render o que você esperava deles. 


 


    Calcule direito o preço do livro para poder vender e ter lucro, pois todos estes gastos devem estar inclusos. Converse com seu editor e veja outras possibilidades. Mesmo realizando todos estes passos, isso não garante que consiga vender os seus livros, mas são importantes para se tentar chegar lá.  Entenda, a criatividade supera tudo, então, tenha fé, boa sorte e seja criativo! 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Diego Rox e o Jardim das Borboletas

Diego Rox e o Jardim das Borboletas
Como sabem, sou inscrito do canal do Nando Moura, ou seja, sou um dos “bots” do canal. Sobre este assunto, está até engraçado. Vou escrever sobre isto antes de entrar no assunto. Os adversários que temem a verdade nos ofendem com termos que não condizem com nosso real comportamento. Ficou engraçado, porque, se juntarmos todas as ofensas em uma frase, eu acabo virando um “robô, com recurso de bot, nazista e fascista, que não gosta de odores fortes”, por isso, está engraçado ver esta situação. Fui reduzido a um robô Windows 10, que não gosta de pum.
Ao assunto. Através do vídeo do Nando, sobre o uso de bots, eu acabei conhecendo o canal do Diego Rox. Veja um vídeo abaixo. Ele parece ter uma agenda parecida com a do Nando Moura, isto é, ele é cristão, pois acredita em Deus e em Cristo, prega ação contra a corrupção, homenageia os verdadeiros heróis anônimos, é caridoso e defende a liberdade. Uma agenda que também me aproxima dele, por isso, hoje, esto…

Cavaleira ou Amazona? Veja a resposta!

Amazona ou Cavaleira?
    Em meu tempo de colégio, nas décadas de 80 e 90, nos foi ensinado que o feminino de cavaleiro seria amazona. Em uma prova, um colega marcou o feminino de cavaleiro sendo cavaleira e foi repreendido. Desta forma, fixei amazona como o feminino correto para o termo em questão, ou seja, mulher que anda a cavalo. Ao assistir Walkure Romanze, eu me deparei com a palavra cavaleira e me questionei. Inclusive, alertei-os para a forma que eu julgava correta, mas sem retorno positivo. Deste modo, fui pesquisar para ver se a expressão estaria correta.


    Nestas pesquisas, encontrei um professor que prontamente me respondeu a esta questão. O caso estava solucionado com uma bela lição que, agora, repasso a vocês. Com a palavra o professor Ari Riboldi.
    No meu tempo de estudante, no ensino primário e no ginásio, também se aprendia assim: cavaleiro (masc.), amazona (fem); cavalheiro (masc.), dama (fem.). No entanto, os dicionários registram o termo 'cavaleira' …

Será o Veredito?!

Canal Será o Veredito?!
Foi a primeira recomendação do Youtube que gostei de ter recebido. Sobre o canal: “O Direito tá na mídia! O Direito tá na moda! Um juiz de direito se torna celebridade nacional. Tribunais transmitem suas sessões ao vivo pela televisão. Os meios de comunicação não se cansam de veicular notícias jurídicas. Mas, o mundo jurídico possui formalidades que dificultam a compreensão dos seus temas pelo cidadão que não tem formação no direito. Muito se fala; pouco se explica. Por isso surgiu o "Será o Veredito!?". Um canal que traz informações sobre o direito com uma linguagem simples, clara e objetiva.”



O primeiro vídeo que vi desse canal foi uma resposta ao Bugalho. Uma resposta baseada em livros, mostrando a fonte de seu conhecimento e minando, com ótimos argumentos, a posição de seu opositor. Todos os vídeos que assisti foram assim, com a fonte de leitura em mãos. Ele já se disse de centro-direita, o que o faz ser um aliado natural da liberdade e da proprie…