sábado, 3 de dezembro de 2011

Clipes- Top 5

Olá! Hoje é sábado e, embora a minha outra atualização com clipes tenha sido um fracasso de visitas, eu ainda vou insistir no tema. :) Escolhi, para hoje, um Top 5 com os melhores clipes que já vi! Vamos lá!

1- Este é considerado o melhor clipe já feito para uma música. Peguei a primeira versão que vi no youtube. Foi esse clipe que me fez buscar filmes com zumbis!







2- Esse aqui possui diversos elementos subjetivos e possui uma qualidade musical invejável. Gostei das mensagens passadas por um clipe que lembra aqueles testes psicológicos das manchas no papel. Muito bem bolado!







3- Eu gosto do tema sobrenatural, como devem ter reparado por causa das inúmeras postagens sobre isso no blog :D , e esse é o clipe oficial de um dos melhores filmes de ficção feitos para o gênero comédia/sobrenatural.







4- Eu tinha que dar um jeitinho de colocar animês na lista, afinal o Top é meu KKKK! Eu gostei da edição deste clipe com a música My First Kiss. Eu digo que ficou melhor que o clipe original da música.







5- Eminem é muito bom e escolhi um clipe semelhante ao mostrado aqui em cima!





quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

O Corvo e a Mitologia!

CORVO E MITOLOGIA


 


“Abri então a vidraça, e eis que, com muita negaça,


Entrou grave e nobre um corvo dos bons tempos ancestrais.


Não fez nenhum cumprimento, não parou nem um momento,


Mas com ar solene e lento pousou sobre os meus umbrais,


Num alvo busto de Atena que há por sobre meus umbrais,”


 


(O Corvo de Edgar Allan Poe)


 


O corvo, em muitos países europeus, é sinônimo de tragédia e mau agouro. Para muitos é símbolo de poder e magia, assim como recitou Edgar Allan Poe. Em sites como Culto da Vida, assim ele é representado:


 


“O Corvo é prenúncio de mudança de consciência, que pode, inclusive, significar uma viagem pelo Grande Mistério ou por alguma senda situada à margem do tempo. A cor do Corvo é a cor do Vazio - o buraco negro do espaço sideral que congrega todas as energias criadoras. Significa que você conquistou por seus próprios méritos o direito de vislumbrar um pouco mais da magia da vida”.


 


E é um animal que carrega em si um mistério que influi, inclusive, em animês. Na mitologia japonesa, o poder desta ave é representado por dois seres mitológicos aqui citados:


 


TENGU


 


Tengu (Tien-Kou) ou “Cão Celestial” incialmente, eles eram considerados “demônios das montanhas” que matavam e perseguiam viajantes. A Sociedade Brasileira de Bugei assim os descreve:


 


“No Japão, ao invés do bicho-papão, são contadas às crianças estórias de tengu, que as perseguiriam. Estão presentes em várias manifestações culturais, como esculturas, máscaras, estórias infantis, lendas e, mais recentemente, nos mangás”.


 


E o site Shinobi assim complementa a descrição deste ser mitológico:


 


“Tengu é o nome dado no Japão a seres místicos semi-humanos com cabeças de aves que vivem nas montanhas isolados do resto do mundo. As lendas contam que os Tengu possuem muita sabedoria e grandes conhecimentos no manuseio da espada e outras técnicas de lutas”.


 


 


YATAGARASU


 


 


O outro ser mitológico, representado por um corvo de três patas, é o Yatagarasu. O site Japão Filia comenta sobre ele da seguinte maneira:


 


“No Leste Asiático, a mitologia da avê de três patas é o mais freqüentemente associado com sol. Na mitologia japonesa este corvo simboliza a ave do sol, mensageiro da deusa Amaterasu. O nome Yatagarasu consiste em duas palavras, sendo a primeira Yata que significa de grande tamanho e a segunda que vem de Karasu que por sua vez significa corvo em japonês. Segundo estudos, Yata é uma unidade que equivale aproximadamente a 1 metro e que era o tamanho estimado que alcançava esta lendária ave”.


 


De qualquer maneira, o corvo sempre apareceu em animações japonesas das mais diversas, pois, assim como no ocidente, na ásia ele é sinônimo de misticismo e poder. 


[youtube=http://www.youtube.com/watch?hl=en&v=ShzmzcJM7QI&gl=US]

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Quadrinho: Sabedoria do vô!



Neste quadrinho resolvi colocar em prática os ensinamentos do vô (Descanse em Paz)! Com exceção da imagem da tv, do último quadro, o resto ficou legal! :)

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Poema: Laços

Laços

 

Obs- texto possui descrição de um fetiche. Se você for de menor de idade NÃO LEIA!!! É sério!!!! Não leia!!!!!

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

 

 

Estes laços são azuis,

Cor de seus olhos,

Feitos para seu corpo dominar,

Estes laços são azuis,

Com delicadeza e sensualidade,

Apreendem pulsos, pernas e espírito

Estes laços são azuis,

Cor de seus olhos.

 

 

Cotidiano:

 

Leram apesar do aviso? Pelo menos tentei fazer o menos obsceno possível, tornando-o o mais sensual possível. Possui um esquema do triolé, como em “A Janela”. A paixão a dois é difícil de descrever de forma sensual. Muitos escritores possuem essa habilidade de tornar um momento carnal em uma bela poesia, ao invés de um texto podre. Espero ter chegado, ao menos, em 20% de competência dos grandes mestres. Essa foi uma leve descrição da minha primeira fez com o sadomasoquismo. Foi em 1996, com uma colega de faculdade de lindos olhos azuis. Ela me apresentou esse fetiche e eu gostei! **Risada malvada**