Pular para o conteúdo principal

REVELADA PARCERIA ENTRE CRUNCHYROLL E JBC

CRUNCHYROLL E JBC

O JBGroup, organização que comanda a JBC- editora, acaba de anunciar uma parceria para trazer ao Brasil o Crunchyroll- serviço de streaming de animes e dramas.

Segundo release, divulgado hoje, o JBGroup colocou a Japorama- a agência de comunicação da empresa- para cuidar da divulgação, localização e tradução do sistema e legendas para o português.  Esta parceria será responsável por um feito inédito, pois será o primeiro idioma (além do inglês) a fazer parte das legendas do canal.

CRUNCHYROLL- MINHAS IMPRESSÕES

 

Crunchyroll foi fundado em 2006 e, este ano, consegui meu cadastro para assistir e analisar o serviço. O conteúdo para o nosso país é extenso e conta com 113 shows, somente na área de animes, fora os dramas. São shows com nomes de peso, pois posso citar aqui Usagi Drop, Fairy Tail, Sket Dance, Gintama, Bleach, Naruto Shippuden, Place Promised in Our Early..., The Idolm@ster, Hayate no Gotoku, entre outros. Para a temporada chamada FALL 2011 nós já temos 12 shows. Eu ia colocar aqui a quantidade de capítulos que dá isso tudo mas, depois que passei de 1140 capítulos, eu desisti de contar! Aliás, isso é uma vantagem do Crunchyroll, pois eu o vejo como uma grande biblioteca.

A transmissão se dá de três formas: em SD, 480 (que é igual a imagem de DVD) e 720p. A transmissão em 720, diferente do que está sendo pregado em muitos fóruns de animês, é sim HD e é HD de qualidade. Podem conferir aqui uma matéria sobre isso (clique). Com a minha velocidade de conexão em 3Mb eu consigo assistir tranquilamente qualquer anime. Outra coisa que está sendo dita em fóruns é que a transmissão é estilo “youtube”, mas como disse, é 720p e vai bem com 3 Mb de velocidade, então, não vejo mal nisso.

As legendas, até onde eu assisti, não continham erros e nem engasgavam. Apenas quando meu antivírus rodava, para verificar algo, o vídeo dava uma pulada, mas é insignificante. Como a empresa que cuidará das legendas e da tradução será a Japorama, eu espero que continue com a mesma qualidade, ou que a melhore.

Outros serviços do Crunchyroll são: fóruns para a discussão e participação dos internautas, serviço de notícias com releases, loja para a venda de produtos (Blu-ray, DVD, camisetas, Cds...) e a venda de um software bacana chamado Comipo. Eu já o estou usando para criar quadrinhos para o meu blog. Além disso, foi feito um live stream diretamente da Comic Con New York e eu pude conversar, ao vivo, com o diretor Makoto Shinkai. Vocês não sabem a felicidade que isso foi para mim.

Agora vem a pergunta importante: quanto custa? Você escolhe! Pode assistir tudo de GRAÇA, basta apenas esperar que a propaganda de 30 segundos passe e o vídeo é todo seu. Nem precisa de cadastro. Ou pode pagar uma taxa. Não sei o valor que o JBGroup colocará para disponibilizar o serviço, mas esta é a página do Crunchyroll com os valores em dólar. E, pagando essa taxa, que é menor que 10 dólares, você tem o direito a assistir o anime, ou drama, uma hora após o lançamento dele no Japão. Este é um serviço chamado simulcast.

CONCLUSÃO

 

Streaming TV mais do que aprovada por sua variedade de títulos, qualidade e vários serviços. Além disso, pessoal, é tudo OFICIAL, ou seja, vai gerar empregos para o Brasil, renda para a população, prazer para o fã (como eu), tributos para o Governo, mais produtos e serviços para nós (como o comipo) e colocará dinheiro nessa indústria que nos traz tantas animações. Vamos lá! Eu recomendo!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Diego Rox e o Jardim das Borboletas

Diego Rox e o Jardim das Borboletas
Como sabem, sou inscrito do canal do Nando Moura, ou seja, sou um dos “bots” do canal. Sobre este assunto, está até engraçado. Vou escrever sobre isto antes de entrar no assunto. Os adversários que temem a verdade nos ofendem com termos que não condizem com nosso real comportamento. Ficou engraçado, porque, se juntarmos todas as ofensas em uma frase, eu acabo virando um “robô, com recurso de bot, nazista e fascista, que não gosta de odores fortes”, por isso, está engraçado ver esta situação. Fui reduzido a um robô Windows 10, que não gosta de pum.
Ao assunto. Através do vídeo do Nando, sobre o uso de bots, eu acabei conhecendo o canal do Diego Rox. Veja um vídeo abaixo. Ele parece ter uma agenda parecida com a do Nando Moura, isto é, ele é cristão, pois acredita em Deus e em Cristo, prega ação contra a corrupção, homenageia os verdadeiros heróis anônimos, é caridoso e defende a liberdade. Uma agenda que também me aproxima dele, por isso, hoje, esto…

Cavaleira ou Amazona? Veja a resposta!

Amazona ou Cavaleira?
    Em meu tempo de colégio, nas décadas de 80 e 90, nos foi ensinado que o feminino de cavaleiro seria amazona. Em uma prova, um colega marcou o feminino de cavaleiro sendo cavaleira e foi repreendido. Desta forma, fixei amazona como o feminino correto para o termo em questão, ou seja, mulher que anda a cavalo. Ao assistir Walkure Romanze, eu me deparei com a palavra cavaleira e me questionei. Inclusive, alertei-os para a forma que eu julgava correta, mas sem retorno positivo. Deste modo, fui pesquisar para ver se a expressão estaria correta.


    Nestas pesquisas, encontrei um professor que prontamente me respondeu a esta questão. O caso estava solucionado com uma bela lição que, agora, repasso a vocês. Com a palavra o professor Ari Riboldi.
    No meu tempo de estudante, no ensino primário e no ginásio, também se aprendia assim: cavaleiro (masc.), amazona (fem); cavalheiro (masc.), dama (fem.). No entanto, os dicionários registram o termo 'cavaleira' …

Será o Veredito?!

Canal Será o Veredito?!
Foi a primeira recomendação do Youtube que gostei de ter recebido. Sobre o canal: “O Direito tá na mídia! O Direito tá na moda! Um juiz de direito se torna celebridade nacional. Tribunais transmitem suas sessões ao vivo pela televisão. Os meios de comunicação não se cansam de veicular notícias jurídicas. Mas, o mundo jurídico possui formalidades que dificultam a compreensão dos seus temas pelo cidadão que não tem formação no direito. Muito se fala; pouco se explica. Por isso surgiu o "Será o Veredito!?". Um canal que traz informações sobre o direito com uma linguagem simples, clara e objetiva.”



O primeiro vídeo que vi desse canal foi uma resposta ao Bugalho. Uma resposta baseada em livros, mostrando a fonte de seu conhecimento e minando, com ótimos argumentos, a posição de seu opositor. Todos os vídeos que assisti foram assim, com a fonte de leitura em mãos. Ele já se disse de centro-direita, o que o faz ser um aliado natural da liberdade e da proprie…