Pular para o conteúdo principal

Hatsune Miku e L’arc~En~Ciel exibidos no Brasil pela rede UCI de cinemas!

Hatsune Miku e L’arc~En~Ciel exibidos no Brasil pela rede UCI de cinemas


 


UCI Jardim Sul, em parceria com o site Made in Japan, nos contempla com dois eventos para os dias 05 de novembro (Hatsune Miku Live Party 2011) e 19 de novembro (20th L'Anniversary LIVE - Versão especial de 2h) ambos às 20h00. Shows com bandas japonesas, fora de eventos culturais como Anime Friends e equivalentes, são raridades por este país, então vou comentar sobre cada um dos shows.


 


Comecemos com a Hatsune Miku que é uma diva japonesa da era digital. Sim, ela é uma vocaloid, ou seja, um programa de síntese de voz criado pela Yamaha e que pode modular a voz humana. A Yamaha, muito da esperta, criou personagens para cada voz sintética criada e a Hatsune Miku conseguiu alcançar altos índices de popularidade, tornando-se a vocaloid mais conhecida. O show em questão, originalmente gravado em agosto, na cidade de Sapporo (Japão), é um show incrível de tecnologia que permite a holografia das personagens/divas e estas cantam e dançam entretendo o público. Vocês devem pensar que é igual aos personagens do Gorillaz. Acho que não tem nenhum mal em comparar, pois são bem parecidos. A diferença está na tecnologia que faz com que as vocaloids pareçam de forma holográfica, ao invés da tela das apresentações do grupo Gorillaz. Eis um vídeo:







 


L’Arc~En~Ciel, segundo o próprio release, “O grupo já vendeu mais de 40 milhões de discos, e completou 20 anos de carreira com o show 20th L'Anniversary Live em maio deste ano, no Japão. Na ocasião, o evento foi transmitido ao vivo para 40 cinemas do país e também para o exterior, em Paris, Londres e Nova York. Agora, no dia 19 de novembro, os brasileiros poderão conferir o emocionante show, com um setlist formado pelos maiores sucessos dos álbuns Dune (de 1993), Heart (1998), ark e ray (1999) e Kiss (2007).”


 







São dois shows interessantes, embora sejam gravações e tenha um preço meio salgado. Não sei como será o show da Hatsune, pois o legal é ver ao vivo a holografia, mas pode ser um começo de shows ao vivo para o nosso Brasil. Vamos torcer para, um dia, conseguirmos ter a oportunidade de ter estes shows ao vivo, fora do eixo dos eventos culturais aqui citados. Estou tentando colocar uma mensagem subliminar em suas mentes ao repetir "ao vivo" várias vezes! :)  Ao vivo!! :)


 


Informações:


Os ingressos já estão à venda no site e na bilheteria do UCI Jardim Sul, em São Paulo. Confira as informações abaixo!


 


Hatsune Miku Live Party 2011


Quando: 5 de novembro de 2011, às 20h


Quanto: R$ 45


Onde: UCI Jardim Sul - São Paulo - Sala 1


Avenida Giovanni Gronchi, 5819/501 a 511M, Morumbi, São Paulo - SP


 


20th L'Anniversary LIVE - Versão especial de 2h


Quando: 19 de novembro de 2011, às 20h


Quanto: R$ 45


Onde: UCI Jardim Sul - São Paulo - Salas 1 e 5


Avenida Giovanni Gronchi, 5819/501 a 511M, Morumbi, São Paulo - SP


 


(11) 3744-8422 ou pelo site UCI Cinemas


Organização: Maverick


Distribuição: Live Viewing Japan


Promoção: JB²S


Apoio: Portal Made in Japan/ Henshin


© MAVERICK, 2011

Comentários

  1. Pelo o que sei, o show da Miku vai ser no cinema... O público irá como se fosse assistir a um filme, e no final das contas será só um filme mesmo. Mas é fato que não deixa de ser uma grande oportunidade para ver a diva do Vocaloid em terras tupiniquins, hehe!
    Espero que um dia ela, e os outros Vocaloids, venham em holograma para cá também.
    Até!

    ResponderExcluir
  2. Olá! Pois é... imagina só conseguir assistir os efeitos 3D ao vivo! Ia ser demais. Vamos torcer para a produtora achar que vale à pena investir no show e trazer, ao vivo, da próxima vez! Cá estou eu, de novo, tentando minha manipulação subliminar hehehe! :)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Olá! Comentários com ofensas não serão permitidos. Todos os comentários serão moderados.

Postagens mais visitadas deste blog

Diego Rox e o Jardim das Borboletas

Diego Rox e o Jardim das Borboletas
Como sabem, sou inscrito do canal do Nando Moura, ou seja, sou um dos “bots” do canal. Sobre este assunto, está até engraçado. Vou escrever sobre isto antes de entrar no assunto. Os adversários que temem a verdade nos ofendem com termos que não condizem com nosso real comportamento. Ficou engraçado, porque, se juntarmos todas as ofensas em uma frase, eu acabo virando um “robô, com recurso de bot, nazista e fascista, que não gosta de odores fortes”, por isso, está engraçado ver esta situação. Fui reduzido a um robô Windows 10, que não gosta de pum.
Ao assunto. Através do vídeo do Nando, sobre o uso de bots, eu acabei conhecendo o canal do Diego Rox. Veja um vídeo abaixo. Ele parece ter uma agenda parecida com a do Nando Moura, isto é, ele é cristão, pois acredita em Deus e em Cristo, prega ação contra a corrupção, homenageia os verdadeiros heróis anônimos, é caridoso e defende a liberdade. Uma agenda que também me aproxima dele, por isso, hoje, esto…

Cavaleira ou Amazona? Veja a resposta!

Amazona ou Cavaleira?
    Em meu tempo de colégio, nas décadas de 80 e 90, nos foi ensinado que o feminino de cavaleiro seria amazona. Em uma prova, um colega marcou o feminino de cavaleiro sendo cavaleira e foi repreendido. Desta forma, fixei amazona como o feminino correto para o termo em questão, ou seja, mulher que anda a cavalo. Ao assistir Walkure Romanze, eu me deparei com a palavra cavaleira e me questionei. Inclusive, alertei-os para a forma que eu julgava correta, mas sem retorno positivo. Deste modo, fui pesquisar para ver se a expressão estaria correta.


    Nestas pesquisas, encontrei um professor que prontamente me respondeu a esta questão. O caso estava solucionado com uma bela lição que, agora, repasso a vocês. Com a palavra o professor Ari Riboldi.
    No meu tempo de estudante, no ensino primário e no ginásio, também se aprendia assim: cavaleiro (masc.), amazona (fem); cavalheiro (masc.), dama (fem.). No entanto, os dicionários registram o termo 'cavaleira' …

Será o Veredito?!

Canal Será o Veredito?!
Foi a primeira recomendação do Youtube que gostei de ter recebido. Sobre o canal: “O Direito tá na mídia! O Direito tá na moda! Um juiz de direito se torna celebridade nacional. Tribunais transmitem suas sessões ao vivo pela televisão. Os meios de comunicação não se cansam de veicular notícias jurídicas. Mas, o mundo jurídico possui formalidades que dificultam a compreensão dos seus temas pelo cidadão que não tem formação no direito. Muito se fala; pouco se explica. Por isso surgiu o "Será o Veredito!?". Um canal que traz informações sobre o direito com uma linguagem simples, clara e objetiva.”



O primeiro vídeo que vi desse canal foi uma resposta ao Bugalho. Uma resposta baseada em livros, mostrando a fonte de seu conhecimento e minando, com ótimos argumentos, a posição de seu opositor. Todos os vídeos que assisti foram assim, com a fonte de leitura em mãos. Ele já se disse de centro-direita, o que o faz ser um aliado natural da liberdade e da proprie…